Um local para homens conscientes de seu papel. obsv.


Etimologia do termo G0Y

 

Não se tem plena certeza de como se deu o surgimento do neologismo g0y por volta dos anos de 2004-2005, que pode ter sido uma mera brincadeira surgida dentro das fraternidades masculinas, ou até mesmo uma simples gíria dentro de grupos de tribos urbanas, como os skatistas por exemplo.

No entanto, estudiosos acham - ou seja ainda também não tem certeza, mas há indícios de que o termo tenha forte raízes nas escrituras judaicas-cristãs, tendo em vista que os Estados Unidos é de maioria não católica e é formado predominantemente por cristãos protestantes. Conforme texto de professores dos EUA, aqui traduzidos, compilados e transcritos:

 

"Por que 'G0Y' é escrito com ZERØ? O que há por trás diss0? De onde vêm essa etimologia? Há respostas possíveis, uma dela é que, como se sabe, o movimento g0y foi criado por heterossexuais mais liberais, e por serem heterossexuais, por motivos óbvios não eram bissexuais, portanto não se sentiam como um "heterogay", aliado a isso porque era uma luta embrionária e de uma partida contra estereótipos; portanto, - Um termo era necessário e que tivesse algum significado por trás dele, o neologismo criado em meados nos anos 2000, ao contrário de outros termos, saiu da América e se espalhou pelo planeta, aparentemente pela sua proximidade com a palavra gay, mas chama a atenção, justo por que no primeiro contato fica no ar. Ué não é gay escrito errado? O que é isso? Enquanto parece estar aí a fórmula de sucesso aparentemente acidental que é ser simples o suficiente para que as pessoas se lembrem; - além de atiçar alguma curiosidade.

 

Porque o movimento também foi projetado por cristãos protestantes, que começaram a procurar motivos bíblicos para estripar a religião abusiva (principalmente o fundamentalismo que existe em suas muitas formas relacionadas ao contato homo masculino), o alongamento necessário era ter bases nas Escrituras, (Mas como? Porque haveria agora "gays criticando igrejas seculares"?? Os héteros protestantes de diversas denominações precisavam e sentiam que era necessário algum termo novo e inexistente para enfrentar a teologia que condena o amor entre homens e no outro extremo a teologia desleixada que suporta " tudo gay "- inclusive anal). 

Como foi feito tudo isso? Continue a ler e verá...


 O Hebraico antigo (a língua da Torá e todo o restante do Velho Testamento) - é uma língua incrível. Na sua forma escrita original, ele não tem vogais. Elas são inferidas. Se fôssemos adotar a mesma técnica para o Inglês, as palavras: 

 homossexual = gAy
 heterossexual = gU

e tería-se também Goy (Em hebraico, o termo "goy" se aplica a uma pessoa não-hebraica, gentio - fora da cultura, estrangeira), mas todas essas três palavras, teriam exatamente a mesma escrita.



 

... Tudo seria escrito: G Y ; & o leitor iria colocar a vogal em cima falando com base no contexto. Bem, desde que o Inglês não é hebraico, e possui vogais, as pessoas podem "pegar" o sentido linear homossexual (gay) => fora da cultura gay (goy) => heterossexual (guy). Ok. O novo termo tinha que ser algo entre os dois extremos gay-guy e ao mesmo tempo algo como um caminho a ser percorrido de transformação.

 
Faz sentido e era necessário que as fraternidades masculinas universitárias dos EUA, dominadas pelos protestantes, tivessem argumentos convincentes perante os mais ortodoxos, ou héteros não tão moderninhos. No entanto, outra coisa também veio à tona... e isso foi o fato de que o apóstolo Paulo quando escreveu G0D escolheu a "coisa que é N0T" para "anular as coisas que são." Ele basicamente explicou que G0D usado o poder de um ZER0 para estabelecer seu novo concerto, cancelando o código escrito, que estava em oposição a algo. Isso funcionou bem, porque através da inserção de um '0 'entre o' G_Y », menos o " A " em " G A Y " foi zerado essencialmente para fora (ver ... N0 Anal) e no novo termo também formado com 3 caracteres e parece ele também pode ser pronunciado como "goy" (um termo hebraico que rima com "brinquedo" e se encaixa perfeitamente no contexto).


No entanto, este novo termo não foi realmente concebido para ser falado, pode-se simplesmente pronunciar as letras G e Y, que continua valendo. O fato é que, das fraternidades universitárias depois para os skatistas, e se espalhando pelos militares, surfistas e etc. ele ganhou o mundo, e para nós homens não g-y, chama a atenção que ganhou uma solidez incrível e com menos de uma década de existência, tudo caminha para ser catalogado até mesmo como uma quarta identidade sexual. Aparentemente essa ideia do mundo masculino ser formado apenas de Héteros, gays e bisex vai ser coisa do passado. Nessa aula, a intenção foi mostrar para vocês o novo termo g0y que pode até ser sentido e praticado pelos seus adeptos, mas também pode ser explicado. Então note você, esse novo termo que está "balaçando o mundo" tem apoio intelectual e um pouco de história que é rica!"

 

Fechando, após a leitura desse texto, nota-se que goy também pode ser escrito, apesar de menos usual, não estaria em pleno errado; pois goy também significa uma pessoa fora de uma cultura, nesse caso, fora da cultura gay.