Um local para homens conscientes de seu papel. obsv.


Pastor Marcos Feliciano é um ex-gay, afirma irmão de congregação

11/04/2015 12:01

BOMBA! Uma verdadeira bomba acaba de explodir? Hoje SUPOSTAMENTE o pastor Marcos Feliciano, detestado por gays e militantes e conhecido também notadamente por ter presidido a Comissão de Direitos Humanos, "não nasceu hétero".

Após divulgarmos o vídeo do Padre Fábio de Melo "relativamente" reforçando pensamentos g0ys, essa informação acerca da condição g0y do Feliciano nos foi dada pela contribuição de nossos leitores por e-mail, e foi facilmente confirmada na internet. O Pastor foi dedado (ops! melhor dedurado...) por um dos seus antigos companheiros.

"Ele é um vencedor, ele chegou em nossa igreja depois que o pai dele o expulsou de casa, por descobrir a sua condição, e depois de frequentar os cultos por um tempo ele foi à frente do palco chorando, quando o nosso pastor perguntou quem tinha o demônio que faz homens desejarem carnalmente outros homens".

Apesar da notícia estar em diversos sites, convém lembrar que o deputado é alvo constante de boatos e achacalhamentos, a maior delas certamente imputar-lhe a autoria do projeto de "cura-gay", coisa que ele nunca fêz. Assim feito essa resalva necessária, essa nova notícia, aparentemente seria apenas mais um caso de ex-gay, desses tantos que são vísiveis no mundo g0y e até mesmo um dos mais comuns e corriqueiros, pois 70% a 80% dos casos de ex-gays normalmente há vinculação com aspectos religiosos, mas ganha destaque ao se tratar de uma figura pública e extremamente polêmica como Feliciano. Ficamos sem resposta se o Pastor seria um ex-gay (hoje g0y?, ou quem sabe heterogoy? ou se navega no último extrato da Manhood Scale) radical. Mas, o seu colega e apoiador deputado Isidório, que compartilha diversas visões do Marcos Feliciano e também se declara ex-gay, dá uma pista, no caso dele, revela que não pode ficar junto de homem porque 'a carne é fraca'.

Traduzindo em outras palavras, o contato íntimo com outros homens (ou seja, contatos afetivos g0ys), poderia favorecer recaídas, algo como um ex-bêbado, ficar próximo de copos de cerveja ou tomar o primeiro gole. O pastor e parlamentar Isidório, de forma contundente, se diz "ex-homossexual, ex-drogado e ex-bandido".

Por outro lado, indepentente do Feliciano e outros pastores terem se tornado heterogoys ou héteros tradicionais, para finalizar convém (re)lembrar que o fato de ser um ex-gay (no sentido carnal), não implica em tornar-se um perseguidor de gays, e nem muito menos passar a ter um comportamento de "afeto fobia".

Fica a dica.

 

Notícia atualizada (em 09/05/2015) - Click para continuar lendo.

 

—————

Voltar