Um local para homens conscientes de seu papel. obsv.


O site BrasilEscola começa a incorporar novos conceitos contemporâneos.

15/05/2016 16:17

O Homoafetivo (Homoemotional), até então era um termo muito pouco usado na língua portuguesa, e quando usado ainda muitas vezes era tido como sinônimo de homossexual, o que de fato não é.

O homoafetivo/erótico exclusivo e justamente o locus de apropriação dos g0ys, diferenciando a identidade g0y (g-zero-y) da identidade gay.

Os primeiros a referenciar essa palavra com essa conotação foram pesquisadores brasileiros em um congresso sobre Varões e Masculinidades (2015 - vide aqui), de lá pra cá o termo está se difudindo. 

O site Brasil Escola, buscando atualizar-se já incorporou a nova forma de ver o mundo da homossexualidade. Agora já é possível ver nas suas páginas, frases como:

 

" É mais adequado dizer homoafetividade do que homossexualidade; assim como heteroafetividade, em substituição ao termo heterossexualidade, e assim por diante. Isso porque o sufixo “-sexual” tende a compreender que essas relações se reduzem unicamente a tal aspecto (o sexual), o que não pode ser utilizado como regra. "

 

O site ainda traz algumas imprecissões (Para nós a impressão que se passa é que buscam um mesmo termo, conciliando conceitos g0ys, com os antigos conceitos gays, por exemplo: ainda insistem no uso da expressão orientação sexual, ou invés de condição sexual, afirmam que a palavra  “homossexualismo”, é inadequada porque o sufixo -ismo representa doença, etc.), mas temos que registrar que é extremamente louvavél a sua busca de atualização.

 

Confira: http://brasilescola.uol.com.br/sexualidade/orientacao-sexual.htm

PS: Sobre essa polêmica do uso ou não do termo homossexualismo, cabe registrar que a doença catalogada pela DSM-I, foi a homosexuality ou seja, a própria 'orientação' na época era vista como distúrbio mental e não homosexualism o comportamento. Na dúvida, não sigam discursos políticos repetidos,  observem o original 

 

—————

Voltar