Um local para homens conscientes de seu papel. Obsv.


Master Fratman agora integra a equipe do Hetero goy

01/05/2014 15:27

Depois de muito assédio, muita insistência, praticamente coisa de fã... mesmo! O grande Master Fratman aceitou nosso convite e passará a integrar a equipe do nosso site heterogoy. Nos ajudará respondendo aos contatos, melhorando o conteúdo, aprofundando assuntos e temas.

Muitos falam que você é o líder do movimento g0y no Brasil. Você se considera líder?

Não. O movimento g0y é um movimento social e diferenciado até nesse quesito, não há uma cúpula central, não há líder único. Certamente junto com o Joseph e o Edu nós fomos os três pioneiros ao trazermos os conceitos g0ys para o Brasil. Então pioneiro sim. Líder não, pois apenas disseminamos conceitos, cada pessoa deve seguir a sua própria consciência, de certa forma apenas apontamos caminhos.

 

Porque demorou tanto para aceitar nossas cantadas, nossos convites?

(risos) Na verdade, vocês me convidaram desde o ínicio, eu apenas não integrei a equipe por absoluta falta de tempo. Mas parando para pensar, não demorei tanto assim. O site sequer completou 60 dias de existência. É que nos últimos dias, houve uma turbulência tão grande, que a impressão que se passaram anos. Boa parte dessa repercussão, inclusive deve-se ao mérito de vocês, que foram capazes de traduzir os preceitos g-zero-y para um bom português, claro e objetivo, tanto que estão citados em praticamente todos os principais jornais do país.

 

Porque você retirou as fotos pessoais da sua page no facebook? 

Nunca tive problemas com isso, mas nos últimos dias o crescimento do grupo 'espaço g0y e afins' foi algo sem proporções, simplesmente saimos de 400 membros para mais de 1.600 membros, isso tudo em apenas uma semana. Certamente nem todos eram g0ys e alguns não estavam com boas intenções. Muiitos queriam apenas acirrar uma guerra entre g0ys e gays, e os administradores do grupo seriam portanto um alvo. Enfim, por precaução, eu e outros adms do grupo retiramos nossas fotos pessoais, pois para um membro comum, fica mais fácil se misturar nos meio dos milhares de membros, e até mesmo passar desapercebido, mas para os cinco administradores atuais, isso não seria possível. O maior grupo g0y do país, passou por um período de grande turbulência, mas já começou o periodo de calmaria, até mesmo porque diversos membros da dita militância GLBT, começam a ver que essa guerra está apenas na cabeça de alguns. Nunca houve ataque aos gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transgêneros da nossa parte. Vários deles são nossos amigos. Apenas não somos nem ativos, nem passivos e qual o problema nisso, desde quando a homossexualidade, ou até mesmo a  homoafetividade tem que seguir um padrão único e obrigatório! Certamente a sexualidade é multípla, essa é uma das poucas verdades que podem ser proclamadas.

 

Num breve apanhado pessoal sobre a grande repercussão que os g0ys tiveram nas manchetes da semana. 

O que mais lhe chamou a atenção? Gostaria de ressaltar alguma notícia (máx 03).

Tanto o povo brasileiro, quanto os próprios g0ys foram pegos de surpresa, tínhamos plena convicção que desde o início o movimento vinha crescendo num ritmo exponencial, mas agora g0y praticamente já foi incorporada a nossa língua, tamanha a repercussão. Se dividirmos todos os sites em dois grupos, vemos claramente dois posicionamentos - o posicionamento contrário vindo de comunidades GLBT, batendo praticamente na mesma tecla "SÃO TODOS VIADOS. SÃO HOMOFÓBICOS. SÃO MACHISTAS". E do outro lado os blogs, sites, notícias nos jornais, etc escritos por mulheres e homens héteros, nesses embora houvesse "resistência aos conceitos", com certeza essa resistência foi muito menor, foi despropocional a coisa. Os que gritaram tantos nos últimos anos a favor da diversidade, parece que se voltaram contra a própria noção que a diversidade pode ser ampla e no futuro ir além do hétero, gay, bisex, g0y, também algo novo também pode surgir, não se pode descartar essa possibilidade. 

Para não ficar extenso, vou atender ao pedido e destacar apenas três - o que é um injustiça, pois houve com certeza muitas outras reportagens e matérias muito boas.

O site Terra - no qual também concedi entrevista, se destacou pois teve um diferencial, tentou mostrar o que seria um hétero g0y para o público feminino http://mulher.terra.com.br/comportamento/g0ys-sao-heterossexuais-mas-ficam-com-outros-homens

O Jornal ZERO Hora, não poderia ter um nome mais apropriado, zero... chegou a hora de focar-se... trocadilhos à parte :), o jornal super sério do Sul do país, lançou três matérias sobre nós g0ys, entre ela destaco: filosofia-dos-g0ys-divide-opinioes

E por fim para mostrar que pode-se ser sério e imparcial, independentemente da orientação sexual dos seus autores, imagino que se destacar o site MIX BRASIL, de conteúdo gay - GLS, e no entanto realizou um abordagem excelente sobre o tema g-zero-y http://mixbrasil.xpg.uol.com.br/lifestyle/diva/voce-sabe-quem-sao-os-g-zero-y-.html

 

Obrigado Mestre e seja bem-vindo, nosso quarto mosquiteiro.

—————

Voltar