Um local para homens conscientes de seu papel. Obsv.


Emprendimento g0y dá certo e leva ao fim de uma das saunas gays do Chile

03/05/2015 21:53

Não faz muito tempo que noticiamos aqui no site, que a América Latina contava com a primeiro SPA hétero fléxivel, e a novidade veio de Santiago do Chile. Trata-se do Spa Mi Tiempo (veja a notícia e os detalhes nesse link).

O projeto começou em fase experimental e a sauna gay, abriu a mente para arriscar para atrair um novo público e um novo mundo sem preconceitos. Inicialmente o SPA originalmente exclusivamente para homens, funcionou em "fase de testes" como um clube de swing às segundas-feiras (gay nos demais dias da semana).

Por pressão da própria demanda o espaço começou a funcionar como um espaço hétero flexível (ou seja, heterogoy), quando resolveu baixar o preço para os 'singles' e os homens solteiros passaram a ser bem-vindos, pagando o mesmo preço de um casal, ao contrário de um clube de swing onde solteiros costumam preços bem mais altos. O sucesso foi tamanho, que foi aumentado um dia da semana, passando a funcionar nesse esquema às segundas e quartas-feiras.

Agora a novidade e que o clube resolveu radicalizar e será um espaço hétero fléxivel todos os dias da semana, conforme divulgado em seu site http://saunamitiempo.cl/. Com isso a cidade de Santiago que contava que quatro clubes de swing e duas saunas gays. Apesar de Santiago ser uma cidade grande (próximo ao tamanho do Rio de Janeiro), agora conta com apenas uma sauna gay. 

Já explicamos (aqui) as diferenças básicas entre os esquemas de funcionamento desses três tipos de casas, mas certamente a mudança mais radical foi o tratamento e diferencial, onde num clube de swing solteiros às vezes ficam parecendo "intrusos" e/ou indesejados, tendo que pagar caro pela sua presença..., agora o Mi Tiempo mostra que os homens bi, héteros e g0ys são bem-vindos desde que cumpram as regras de convivência. Não há mais diferença do preço de ingressos para casais e homens solteiros que aos invés de $ 55.000 pesos, agora pagam $ 10.000 pesos chilenos (aproximadamente R$ 45,00), tornando o espaço bem mais acessível e democrático.

 

Que venham mais empreendimentos desse tipo, a exemplo também do nosso Rancho Hedônia aqui no Brasil .

—————

Voltar